12 de mai de 2018

Resenha: Universos Afins

Título Original: Kindred Spirits
Páginas: 96
Autor: Rainbow Rowell

Sinopse: Estar numa fila não é uma situação das mais agradáveis. Porém, para a jovem Elena, acampar na frente do cinema só para acompanhar a estreia do mais novo Star Wars é nada menos que uma grande jornada. O problema é que em dias de internet (e compras de ingressos on-line), essa vibe de fila não é compartilhada por muitos outros fãs. Ao chegar ao cinema, dias antes da estreia, só há mais duas pessoas ali acampadas: Gabe e Troy, que entendem a fila como um ritual obrigatório para tornar aquela experiência algo realmente memorável. Universos afins é um saboroso conto geek sobre expectativas e sobre compartilhar paixões. Rainbow Rowell mais uma vez apresenta uma obra inocente e engraçada, com aquela pontinha de nostalgia que nos deixa com um nó na garganta, como há muito tempo atrás, numa galáxia muito, muito distante.

Quem é a dona do meu coração? Rainbow Rowell é a dona do meu coração.  Meu relacionamento com a Rainbow começou quando li Eleanor&Park e espero que dure muito tempo.

Em Universos Afins conhecemos Elena, uma garota de 18 anos que tem o Star Wars como ligação com o pai que mora longe. Em todos os momentos da sua vida, ela lembra do Star Wars estar, então quando foi ter a estreia do filme O Despertar da Força ela decidiu que iria participar da fila para assistir. A fila, são aquelas pessoas que acampam dias ou semanas antes do dia da estreia do filme e esperam todos os dias para ser os primeiros a entrar no cinema, sim, dá para comprar o ingresso online e esperar em casa, mas Elena quer a experiência.

Quando sua mãe a deixou no cinema, ela não conseguiu disfarçar a decepção, já que pela internet 98 pessoas haviam confirmado que iriam para a fila e lá só tinham 2, 3 contando com ela. Mas ela não foi embora.

Na fila estavam Gabe e Troy. Gabe devia ter a sua faixa de idade e era calado, já Troy era mais velho e gostava de falar sobre todas as filas que participou.

Esse livro é um short stories, ou seja, a leitura é super rápida. O livro é divido em cada dia da semana que ela esperou na fila. Os personagens são bons, os diálogos também e até me fez ter vontade de assistir Star Wars(sim, nunca assisti).

A cada dia, a galera da fila cria uma ligação e nos deixa grudado na história. É um pouco complicado de falar sem entregar tudo de cara.

Vale super a pena tirar 15 minutos do dia para ler essa história, duvido acabar sem você querer mais.
E você, já conhecia o livro?
Beijos

8 comentários:

  1. Não conhecia o livro, mas achei bem legal sua resenha, apesar de que morro de preguiça de ler... Infelizmente :(

    https://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ah eu não conhecia esse livro! Gostei da dica! ;)

    beijos!

    https://ludantasmusica.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi
    que bom que gostou e que a leitura é rápida, acredita que ainda não li nada da autora, preciso ler.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia o livro, mas parece ser bem bacaninha!

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  5. gostei muito da sua resenha e da premissa do livro! nunca li nada da autora, mas só escuto coisas boas, então ela já tá na minha listinha! :)

    ResponderExcluir
  6. Oi, Tay!

    Não conhecia o livro, mas fiquei com vontade de ler! Parece uma leitura gostosa...

    Abraços, Cris

    ResponderExcluir
  7. Que máximo! Esse livro parece incrível, adorei. Beijos
    www.achatadebatom.com

    ResponderExcluir
  8. Oie Tay =)

    Sempre leio resenhas super positivas dos livros da Rainbow, mas infelizmente ainda não tive a oportunidade de ler nenhum. Esse parece ser um graça ^^

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir