26 de abril de 2018

Resenha: Sorte Grande | Jennifer E. Smith


Título Original: Windfall
Gêneros: Ficção, Romance de amor, Ficção juvenil
Sinopse: Desde que perdeu os pais, Alice não acredita na sorte. Mas ela acredita no amor. De seus tios, de seu primo Leo, de seu melhor amigo, Teddy. Quando precisa decidir o que dar a Teddy em seu aniversário de 18 anos, a ideia parece chegar naturalmente: um bilhete de loteria. Com todos os números importantes para ambos: número dos anos que estiveram juntos, datas importantes e endereços marcantes. Quando a combinação se prova vencedora e o menino ganha quase 150 milhões de dólares, os dois se envolvem em um redemoinho de loucuras juvenis, interesseiros e sonhos de infância realizados. Tudo estaria perfeito, não fosse um beijo trocado no auge das comemorações. Um beijo que mudaria tudo. Mas o dinheiro não pode comprar o amor. Mas será que pode dar uma ajudinha?

Ainda estou sob o efeito desse livro. Sabe aqueles livros em que você começa sem expectativas? Foi o meu caso.

No livro, somos apresentados ao trio Alice, Leo e Teddy. O livro é com base no ponto de vista de Alice, ela que perdeu os pais aos 9 anos com um intervalo de 13 meses e teve que se mudar de São Francisco para Chicago por isso.

Alice tem um segredo, ela é apaixonada por Teddy e decide contar para ele escrevendo no cartão de aniversário dele e ela também comprou um bilhete de loteria de presente como uma forma de zueira, afinal, Leo decidiu dar uma carteira de cigarro para ironizar a data. O que Alice não esperava, era que justamente ela que nunca acreditou em sorte, conseguiu escolher os números premiados e conseguiu faturar cerca de 140 milhões de dólares para Teddy.

Tentar lembrar é como encarar o sol por tempo demais. É vermelho, intenso, brilhante e, mesmo meia vida mais tarde, ainda queima feito fogo.

A escrita da Jennifer é algo que eu amo, ela tem uma linguagem que liga o leitor a história imediatamente criando um vínculo que não quebra nem após a leitura. O livro é divido em 6 partes que vai de Janeiro a Junho, nesse tempo vemos as escolhas dos personagens.

Após ganhar na loteria, Teddy realiza seus 'sonhos' de criança e acaba atraindo pessoas interesseiras para perto dele, inclusive seu pai que perdeu todas as economias da família em aposta.

O decorrer do livro é sobre Alice amadurecendo e fazendo escolhas na vida, Teddy sendo Teddy e Leo fazendo suas escolhas também. O ponto do alto do livro com certeza são os relacionamentos,tanto de Alice com seu primo Leo, quanto com os tios e a relação deles entre si.

Meu coração é um ioiô, subindo e descendo, e é Teddy quem está controlando a corda. Só que eu nunca imaginei que um ioiô podia subir tão alto.

Cada personagem tinha uma história de fundo e deu para vermos isso, acho que a única coisa que me deixou chateada foi a relação da Alice com Sawyer, um garoto da escola que também era voluntário no sopão, que ele chegou e saiu sem que me desse conta, mesmo que teve um 'desfecho' nisso, mas ele devia ser o OTP com da Alice. Outro ponto baixo do livro, é a falta de descrição dos personagens, já que eu não conseguia enxergar bem como eles eram, além do tio Jake.

Alice não é aquela personagem que fica sempre na mesma, podemos enxergar os diferentes ângulos e aprender a gostar dela. É um leitura ótima e dá para terminar no mesmo dia de tão bom que é.

E você, já leu o livro?
Beijos

7 comentários:

  1. Não conhecia esse livro, mas gostei da resenha! Parece bem interessante!

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  2. Ainda não conhecia esse livro, mas amei sua opinião sobre ele. Gosto muito desse tipo de história!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia o livro, mas parece ser um história legal. Já vou anotar aqui pra ler assim que der.

    http://www.biigthais.com

    Beijoos ;*

    ResponderExcluir
  4. Nunca li, na verdade eu nem conhecia! Mas curti muito a indicação, achei a capa uma fofura também. Tenha um ótimo dia, beijos!

    Blog Paisagem de Janela
    www.paisagemdejanela.com

    ResponderExcluir
  5. Geeente, como eu nunca tinha ouvido falar? Gostei muito da dica, parece interessante e fluido de ler <3 Obrigada pela dica!


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
  6. não sou muito fã de romance, mas gostei da sua resenha!

    ResponderExcluir