nerd girl

curiosidades

3 Coisas Que você Não Percebeu Em Séries

Leia o post

nerd girl

Dicas

Um Site Para Melhorar Suas Emoções

Leia o post

nerd girl

Livros

Resenha: As Perfeccionistas #1 | Sara Shepard

Leia o post

nerd girl

Livros

A Importância do Diário da Leitura

Leia o post

19 de agosto de 2016

Músicas Empoderadoras -Ou Quase- da Meghan Trainor



Se fossemos escolher uma palavra que está muito em pauta em 2015/2016 seria a palavra EMPODERAMENTO. Todas as mulheres devem ser empoderadas e se sentirem felizes como são(e se quiserem mudar, que sejam empoderadas também). Entretanto, o quê é empoderamento?

Segundo site Capitolina 'empoderar-se é o ato de tomar poder sobre si. De fato pode significar isso, mas também pode ir muito além, principalmente no que diz respeito à parte do “sobre si”. LEIA MAIS AQUI.

Tudo que possa ajudar as mulheres a serem mais empoderadas é muito bem vindo, e por isso decidi falar sobre a Meghan Trainor.

Meghan Elizabeth Trainor é uma americana de 22 anos que traz nas suas músicas letras empoderadas e que mostram todo o poder da mulher moderna.

All About That Bass


Essa foi a canção que me fez conhecer a Meghan. Na música ela diz em como garotas com mais corpo devem se sentir felizes por isso e não vergonha, entretanto, a música causou algumas polêmicas por causa da parte "Eu estou trazendo o bumbum de volta / Avise isso a todas aquelas vadias magras / Brincadeira, eu sei que você se acha gorda", ela tentou se explicar dizendo que não estava criticando garotas magras, masssss....

Essa música é sim bem empoderadora para um grupo de mulheres, entretanto menospreza outro, como então podemos chamar de empoderamento algo que só beneficia um grupo enquanto diz que o outro é 'errado'? Sem contar que a música tem um enfoque na questão de beneficiar os homens quando ela diz que 'homens gostam de ter onde pegarem'.




Me Too


Essa música não é tão problematizadora, ela se foca no amor próprio de se olhar no espelho e se sentir bem com o que vê e em como se ela fosse a outra pessoa queria ser ela também. Só achei meio assim a música em que ela diz não precisar pagar as bebidas delas, tipo, oi? se você não paga por um produto, o produto é você.




No


Essa canção fala daquela cena em que toda mulher já passou na vida ou vai passar, em que algum cara chega nela querendo algo, ela diz como é clichê por dizer que ela é 'linda, super original e dizendo que não é igual as outras' e se você não o quiser tudo o que precisa dizer é NÃO. Sim, a música é como mostrar que você não está afim de um cara na noite, coisa que é bem difícil de dizer em alguma festa sem ter que inventar desculpas como 'tenho namorado/ não gosto de caras/ minha religião permite', os homens devem aceitar o não, já que isso não é nenhum tipo de joguinho ou charme. Eu amo essa música pela mensagem e pela batida.



Considero Meghan uma empoderadora de um grupo seleto, entretanto isso não me impede de ouvir suas músicas que por sinal tem um som incrível, entretanto, temos que tomar todo o cuidado do mundo quando achamos que estamos sendo empoderadas e na verdade só estão nos ditando regras.

E você, Curte o som dela?
Beijos

6 comentários:

  1. Eu conheci ela com All About That Bass e gostei bastante mas depois não ouvi mais nada dela. Vou ouvir suas sugestões hehehehe

    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    ResponderExcluir
  2. Adorei!
    Confesso que não conhecia, mas gostei muito de conhecer!
    Um ótimo final de semana!
    Bjus
    Taty
    Na Casa dos Abrantes
    Canal

    ResponderExcluir
  3. Oe!
    Eu amo o Capitolina, sério!
    Bem, All about that bass tem suas controvérsias, mas eu acho que apesar de ter uma questão problemática com o fato de ter isso do que os homens preferem ou não quando esse não deveria ser um ponto, eu não acho que as meninas magras não devem se ofender com isso, pela mesma razão que eu falo em um post meu sobre ser divorciada da chapinha. Aquelas né, que se citam hahhaha Simplesmente as magras têm representatividade demais, brilho demais, todo mundo dizendo que elas quem são bonitas e elas sendo o padrão social quando as que não são magras sofrem e sofreram um monte por causa disso. Tava na hora de alguém dizer pra elas que elas também são lindas. Mas é algo complicado.
    Enfim, ótimo post!
    Beijos,
    Se Esse Mundo Fosse Meu

    ResponderExcluir
  4. As músicas dela são bem legais e sempre empoderadas, adoro! Ótima postagem :)

    http://www.biigthais.com/

    Beijoos ;*

    ResponderExcluir
  5. Realmente essa é umas das palavras mais usadas nos últimos anos. E eu acho que empoderamento é isso mesmo, porém temos que ter um limite pra não causar tantos problemas, com essa alta liberdade.
    Eu nunca tinha visto as músicas da Megan por esse lado, e olhando a tradução são maravilhosas. É de se admirar.
    Eleutheromania

    ResponderExcluir
  6. Oi Tay não conhecia a cantora, achei legal o seu post problematizando o quanto as vezes achamos que estamos empoderando, mas na verdade estamos marginalizando outro grupo. As vezes temos uma super intenção positiva, mas por conta do machismo enraizado e dos padrões de beleza acabamos por ofender ou subestimar uma classe de mulheres e seus corpos. Achei a proposta da última música interessante, quais de nós nunca teve que ouvir menino falando que estávamos fazendo joguinho só porque não queríamos ficar com ninguém em tal festa? Antes quando isso acontecia eu ficava bem irritada, agora eu costumo ficar bem triste... Cadê nossa liberdade né?

    Beijinhos Bi
    http://janeladela.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir