Às vezes eu paro e penso em como seria minha vida se você ainda estivesse aqui, se nesses encontros não houvesse desencontros se pudéssemos fazer um teste drive na vida antes de comprá-la, ou se pudéssemos saber o dia que o fim chegaria para fugir dele.

Porque existe fim? Se nós que escrevemos nossa historia poderíamos escrevê-las com um era uma vez e terminar com um feliz para sempre ao invés do fim convencional.

E se a o final da vida não se resumisse na morte? Será que seria diferente?

Deixe um comentário